Uma pesquisa publicada na revista The Lancet revelou que, em 2016, mais de 36% das mortes por suicídio feminino em todo o mundo ocorreram na Índia, apesar de as mulheres indianas representarem menos de 18% da população feminina mundial.

Dados assustadores

O estudo foi realizado pela India State-Level Disease Burden Initiative, uma colaboração entre o Conselho Indiano de Pesquisa Médica (ICMR), a Fundação de Saúde Pública da Índia (PHFI), o Instituto de Medição e Avaliação de Saúde (IHME) e especialistas de cerca de 100 instituições em toda a Índia.

A iniciativa descobriu que o suicídio é a principal causa de morte entre as mulheres indianas com idades entre 15 e 29 anos, responsável por cerca de 26 a 33 mortes por 100.000 mulheres em 2016.

Dados sociodemográficos

De acordo com o Global Health Data Exchange, um banco de dados que rastreia tendências de saúde e dados demográficos em todo o mundo, a Índia tem a maior taxa de suicídio entre mulheres jovens e de meia-idade em países com dados sociodemográficos semelhantes.

Taxas nacionais de suicídio geralmente se relacionam com o índice sociodemográfico de um país, uma medida de desenvolvimento derivada da renda, nível educacional e taxa de fertilidade.

Baseado nisso, os pesquisadores descobriram que a Índia tem uma taxa de suicídio três vezes maior do que países com um índice sociodemográfico parecido, como Bolívia, Guatemala e Nicarágua.

No Ocidente, as mulheres tentam o suicídio com mais frequência do que os homens, mas os homens geralmente usam meios mais letais, resultando em mais mortes. Na Índia, no entanto, Patel afirma que homens e mulheres tendem a usar os mesmos métodos mais fatais. [ScientificAmerican]



[ad_2]

Source link

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send message via your Messenger App