Mulheres solteiras sem filhos são o subgrupo de população mais saudável e feliz, diz especialista

De acordo com o professor de ciência comportamental Paul
Dolan, da Escola de Economia e Ciência Política de Londres (Inglaterra), evidências
recentes mostram que os fatores tradicionais usados ​​para medir o sucesso não
se relacionam com a felicidade, particularmente casamento e criação de filhos.

Em outras palavras, enquanto alguns estudos descobriram que pessoas
casadas são mais felizes do que outros subgrupos da população, isso só se
aplica “quando o cônjuge está na sala quando perguntamos sobre quão felizes
eles estão”.

Ou seja, se o seu marido está do seu lado, você é feliz. Se
ele não está, você é extremamente infeliz.

Benefícios do casamento

Os comentários de Dolan vêm logo após o lançamento de seu
livro “Happy Ever After: Escaping the Myths of the Perfect Life” (em tradução livre,
“Feliz para Sempre: Escapando os Mitos da Vida Perfeita”), que reflete dados de
uma pesquisa americana chamada “American Time Use Survey” (ATUS). Os dados
incluem diferentes tipos de pessoas – solteiras, casadas, separadas, divorciadas
e viúvas – para comparar níveis de felicidade.

Dolan explica que “o subgrupo mais saudável e mais feliz da
população são mulheres que nunca se casaram ou tiveram filhos”.

Curiosamente, o oposto era verdadeiro para os homens – o que
significa que eles pareciam obter mais benefícios do casamento do que as
mulheres. Dolan acredita que isso reflete o fato de que os homens “sossegam”
após se casarem. “Correm menos riscos, ganham mais dinheiro no trabalho e
vivem um pouco mais”.

“Temos alguns bons dados longitudinais seguindo as mesmas
pessoas ao longo do tempo, mas eu vou fazer um enorme desserviço a essa ciência
e apenas dizer: se você é um homem, você provavelmente deveria se casar; se você
é uma mulher, não se incomode”, acrescentou Dolan.

Estigma

Outros estudos mediram alguns benefícios financeiros e de
saúde do casamento ​​tanto para homens quanto para mulheres, o que, segundo
Dolan, pode ser atribuído a maiores rendas financeiras e apoio emocional.

Mas os homens têm mais vantagem no casamento, enquanto a
saúde das mulheres não é afetada positivamente pelo casamento, com as de
meia-idade casadas mesmo estando em maior risco de condições físicas e mentais
do que as solteiras.

Apesar dos benefícios de um estilo de vida sem amarras para
as mulheres, Dolan disse que a narrativa existente de que casamento e filhos são
sinais de sucesso significa que o estigma pode levar algumas mulheres solteiras
a se sentirem infelizes.

“Você vê uma mulher solteira de 40 anos, que nunca teve filhos, e pensa ‘que pena’, não é? ‘Talvez um dia ela conheça o cara certo e isso mudará’. Não, talvez ela conheça o cara errado que a faça menos feliz e saudável e morra mais cedo”, resume Dolan. [People, TheGuardian]



[ad_2]

Source link

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send message via your Messenger App