Popular pastor que dizia curar o Covid-19 com toque, morre de Covid-19

Um popular pastor de Camarões, Frankline Ndifor, morreu de Covid-19 no último sábado (16) depois de afirmar que suas orações haviam curado centenas de seus apoiadores do coronavírus.

Infelizmente, a tragédia não serviu de lição para as pessoas se cuidarem contra a doença. Após sua morte, a polícia teve que dispersar uma multidão que se reuniu em frente à sua casa na cidade de Douala, rezando por sua ressurreição.

Ndifor era uma figura notória, e chegou até a ser candidato na última eleição presidencial do país da África Central, embora tenha ficado em sétimo lugar entre nove competidores.

A morte

Segundo o médico Gaelle Nnanga, Ndifor morreu menos de uma semana depois de ser diagnosticado com Covid-19.

Alguns membros de sua igreja (Kingship International Ministries Church) o chamaram para ajudar o pastor quando descobriram que ele estava agonizando, mas quando a equipe médica que Nnanga liderava chegou em sua residência, Ndifor já estava em sérias dificuldades respiratórias e faleceu menos de 10 minutos depois de ser tratado.

O governador da região de Douala afirmou em uma declaração para a imprensa que precisou implantar força policial para abrir caminho até a casa de Ndifor, uma vez que seus seguidores estavam tentando expulsar a equipe médica enquanto alegavam que o pastor não estava morto, apenas em um retiro espiritual com Deus, e não deveria ser enterrado.

No domingo (17), centenas deles se reuniram novamente na frente da casa de Ndifor para cantar e afirmar que o “profeta” iria retornar em breve. As canções e orações foram transmitidas por vários canais locais.

A preocupação: cura por toque

Diversas pessoas haviam visitado a igreja de Ndifor em busca de uma cura para o Covid-19 ou imunidade ao vírus.

De acordo com o seguidor Rigobert Che, o pastor havia rezado por ele e por outras dúzias de pessoas infectadas com Covid-19 ou suspeitas de ter a doença na quarta-feira (13). Logo, sua morte gerou pânico em centenas de indivíduos que estiveram com ele a procura de uma intervenção divina.

“Este é um pastor que tem posto as mãos [sobre os doentes] e afirmado que cura o Covid-19. “Se você, a pessoa que afirma que está curando o Covid-19, está morta, o que dizer dos companheiros que foram afetados pelo Covid-19? Agora que ele está morto, não sei como as pessoas que ele pôs as mãos serão curadas”, afirmou Che ao VOA News.

Os médicos aconselharam qualquer pessoa que tenha tido contato com Ndifor a ir ao hospital para ser testado para Covid-19.

Ações

Além de rezar por pacientes afetados em sua casa e em sua igreja, Ndifor também doava baldes e sabão para os pobres lavarem as mãos e se protegerem do coronavírus.

Sua última aparição pública foi em 20 de abril, quando ele percorreu as ruas de Douala distribuindo máscaras. [BoingBoing, VOANews]



[ad_2]

Source link

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send message via your Messenger App