Ter filhos te deixa mais feliz, mas só quando eles finalmente saem de casa

Ter filhos pode mesmo ser a melhor parte da sua vida, mas,
ironicamente, isso só vai acontecer quando eles finalmente saírem de casa.

De acordo com um estudo da Universidade Heidelberg
(Alemanha), pessoas com filhos são mais felizes que as pessoas sem filhos – mas
apenas mais tarde na vida, quando os pimpolhos já não moram mais com eles.

A explicação é muito simples e faz todo o sentido: enquanto
os pais precisam cuidar das crianças, elas se tornam fontes de estresse, tomam
tempo livre, os privam de sono e geram gastos. Uma vez que se tornam adultos e
saem de casa, o que resta são apenas as interações sociais ricas entre eles.

Além disso, os papéis podem se inverter e os filhos se
tornarem os provedores de suporte emocional e financeiro para os pais. “Assim,
o papel das crianças como cuidadoras, como apoio financeiro ou simplesmente
como contato social pode superar aspectos negativos da paternidade”, afirmou
o principal autor do estudo, Christoph Becker, ao New Scientist.

Metodologia

A maioria das pesquisas sobre filhos e felicidade focou-se
em casais com crianças pequenas que ainda viviam com os pais. Nestes casos, as pessoas
que não precisavam trocar fraldas se mostraram mais felizes.

O novo estudo alemão quis se focar numa época mais tardia da
parentalidade.

Para isso, os pesquisadores utilizaram dados de um questionário
europeu envolvendo 55 mil pessoas com 50 anos ou mais, levando em conta informações
como número de filhos e bem-estar emocional.

Resultado: neste grupo mais velho, as pessoas com filhos
tinham uma maior satisfação geral com a vida e menos sintomas de depressão – no
entanto, apenas se estes filhos já tivessem saído de casa.

Filhos, para que os quero

Outros estudos já chegaram a conclusões semelhantes. Por
exemplo, uma pesquisa da Universidade de Utah (EUA) analisou 40 anos de dados nacionais
de famílias americanas e descobriu que pais com 50 a 70 anos que viviam sem
seus filhos eram 5 a 6% mais propensos a se sentirem felizes do que pais da
mesma idade com filhos ainda morando em casa.

Se você quer ter filhos, mas não quer esperar que eles atinjam
maturidade e independência financeira para ser feliz, pode considerar se mudar
para um país com excelente suporte parental.

Um estudo de 2016 realizado em 22 países descobriu que pais
com crianças ainda morando com eles eram mais felizes que pais sem filhos nas nações
que valorizavam o cuidado parental, como Noruega, Portugal e Suécia.

De que tipo de vantagens estamos falando? Coisas simples como
melhores licença parental e médica, subsídios financeiros para cuidados
infantis e mais férias.

Um artigo sobre o estudo alemão foi publicado na revista científica PLOS One. [NewScientist]



[ad_2]

Source link

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send message via your Messenger App