Vacina contra o Covid mostra quase 95% de proteção

Os resultados vêm logo após resultados semelhantes da Pfizer e aumentam a confiança de que as vacinas podem ajudar a acabar com a pandemia.

Ambas as empresas usaram uma abordagem altamente inovadora e experimental para projetar suas vacinas.

Moderna diz, em um comunicado a imprensa de hoje, que é um “grande dia” e eles planejam solicitar a aprovação do uso da vacina nas próximas semanas.

No entanto, esses dados ainda são iniciais e as principais questões permanecem sem resposta.

Quão eficaz é a vacina?

O ensaio envolveu 30 mil pessoas nos Estados Unidos, com metade recebendo duas doses da vacina, com intervalo de quatro semanas. O resto recebeu injeções falsas.

A análise foi baseada nos primeiros 95 voluntários a desenvolverem sintomas de Covid-19.

Apenas cinco dos casos de Covid ocorreram em pessoas que receberam a vacina, 90 foram em pessoas que receberam o tratamento falso. A empresa afirma que a vacina está protegendo 94,5% das pessoas.

Os dados também mostram que houve 11 casos graves de Covid no ensaio, mas nenhum ocorreu em pessoas que foram imunizadas com a vacina.

“A eficácia geral foi notável … é um grande dia”, disse Tal Zaks, o diretor médico da Moderna, à BBC News.

O Dr. Stephen Hoge, presidente da empresa, disse que “sorriu de orelha a orelha por um minuto” quando os resultados chegaram.

Ele disse à BBC News: “Não acho que nenhum de nós realmente esperava que a vacina fosse 94% eficaz na prevenção da doença de Covid-19, isso foi realmente uma constatação impressionante.”

Quando vou conseguir a vacina?

Isso depende de onde você está no mundo e da sua idade.

A Moderna diz que será aplicada as entidades reguladoras dos EUA nas próximas semanas. A expectativa é ter 20 milhões de doses disponíveis no país.

A empresa espera ter até um bilhão de doses disponíveis para uso em todo o mundo no próximo ano e planeja buscar aprovação também em outros países.

O que ainda não sabemos?

Não sabemos quanto tempo vai durar a imunidade, pois os voluntários terão que ser acompanhados por muito mais tempo antes que saibamos disso.

Há indícios de que a vacina oferece alguma proteção em grupos de idade mais avançada, que correm o maior risco de morrer por causa da Covid, mas não há dados completos.

Zaks disse à BBC que seus dados até agora sugerem que a vacina “não parece perder sua potência” com a idade dos voluntários.

E não temos certeza se a vacina apenas impede que as pessoas fiquem gravemente doentes ou se também as impede de espalhar o vírus.

Todas essas perguntas afetarão o modo como a vacina contra o coronavírus é usada.

A vacina é segura?

Nenhuma preocupação significativa de segurança foi relatada, mas nada, nem sequer a aspirina, é 100% segura.

Fadiga de curta duração, dor de cabeça e dor no local da injeção foram relatadas em alguns pacientes.

“Esses efeitos são o que esperaríamos de uma vacina que está funcionando e induzindo uma boa resposta imunológica”, disse o professor Peter Openshaw, do Imperial College London.

Como isso se compara à vacina Pfizer?

Ambas as vacinas usam a mesma abordagem de injetar parte do código genético do vírus para provocar uma resposta imunológica no corpo humano.

Os dados preliminares que vimos até agora são muito semelhantes – cerca de 90% de proteção para a vacina Pfizer / BioNTech e cerca de 95% para a Moderna.

No entanto, ambos os ensaios clínicos ainda estão em andamento e os números finais podem mudar.

A vacina da Moderna parece ser mais fácil de armazenar, pois permanece estável a menos 20ºC por até seis meses e pode ser mantida em uma geladeira comum por até um mês.

A vacina da Pfizer precisa ser armazenada em freezer ultra gelado por volta de menos 75ºC, mas pode ser mantida na geladeira por cinco dias.

Como funciona?

A Moderna desenvolveu uma “vacina de RNA” o que significa que parte do código genético do coronavírus é injetado no corpo.

Isso leva a produção de proteínas virais, mas não do vírus completo, o que é suficiente para treinar o sistema imunológico para atacar o vírus real.

A vacina treina o corpo para produzir anticorpos e células T, para combater o coronavírus.

Último vídeo do nosso canal: O pássaro mais barulhento do mundo é tão alto quanto um trovão

[ad_2]

Source link

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Send message via your Messenger App